Notícia

Rede Cegonha e Mãe Salvador já atenderam mais de 5 mil gestantes em 2024

Rede Cegonha e Mãe Salvador já atenderam mais de 5 mil gestantes em 2024

Com o intuito de oferecer ações de cunho social através de atendimento ambulatorial individualizado, os programas Mãe Salvador e Rede Cegonha, realizados em parceria entre as secretarias municipais da Saúde (SMS), de Mobilidade (Semob) e de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esporte e Lazer (Sempre), proporcionam conforto e segurança às gestantes residentes na capital baiana. Os programas garantem assistência plena às gestantes soteropolitanas durante os períodos de pré-natal, parto e puerpério, ofertando, além do serviço de acompanhamento de saúde, passagens identificadas de ônibus, após cadastramento prévio, e acompanhamento socioassistencial. Juntas, as ações já atenderam a 5.472 mulheres de janeiro ao início do mês de maio. Responsável pela realização de exames de pré-natal, planejamento familiar, puericultura, de crianças até 2 anos, transporte e regulação hospitalar, a Rede Cegonha atua de forma interligada ao Mãe Salvador, proporcionando o atendimento humanizado e com hora marcada nas 158 unidades de saúde que realizam pré-natal na capital baiana.

A vice-prefeita e titular da SMS, Ana Paula Matos, destaca a importância de um olhar ainda mais especial às necessidades das gestantes. “Os programas proporcionam acolhimento, segurança obstétrica, cuidado e atendimento especializado num momento tão importante na vida da mulher. As ações integradas com a Saúde e Assistência Social permitem maior cuidado com as grávidas e crianças. Na atual gestão, estamos ampliando os serviços em saúde para as gestantes com a construção da primeira maternidade municipal e hospital da criança, que cuidará de toda família”, assinala.

Cuidado – Contando os dias para o nascimento de Helena, a caixa de supermercado Sandra Rendall, 30 anos, está grávida de oito meses e destaca a importância do acolhimento e atenção prestados na Unidade Saúde da Família (USF) Yolanda Pires, na Fazenda Grande I. “É um trabalho excelente. Os profissionais são acolhedores, prestativos e atenciosos. Não há pressa no atendimento, que é personalizado e com hora marcada. Então, é algo que dá uma segurança e um conforto maior, com acompanhamento individualizado, que é essencial”, exemplifica.

Extremamente dedicado e atento às orientações dos profissionais de saúde, o segurança Carlos Roberto, 32 anos, acompanha a esposa Sandra em todos os momentos da gestação. “É um atendimento diferenciado, com atenção a todos os detalhes da gestação. Tudo bem completo, além do que a gente espera de um sistema público. Temos aqui todo o atendimento necessário sem o desgaste de ser atendido por ordem de chegada, mas por hora marcada. Outra coisa que achei importante é o atendimento e acompanhamento dos parceiros das gestantes”, diz.

Aos oito meses de gravidez, a babá Vitória Souza, de 23 anos, é mais uma futura mamãe acompanhada na unidade. “Tivemos acesso a todo atendimento necessário, com apoio clínico e psicológico, médicos prestativos, atenciosos e sem pressa na consulta, tratando de cada detalhe e tirando todas as nossas dúvidas. Antes era algo complicado, mas por aqui a coisa anda muito bem. Já é um lugar que minha família frequenta há muitos anos, e onde me sinto muito segura e acolhida”.

Há um ano prestando atendimento via Rede Cegonha na unidade, a obstetra Thaissa Miranda fala dos desafios e da importância do serviço qualificado para gestantes e seus companheiros. “Saúde materna e infantil é uma atividade muito importante e onde o atendimento precisa ser o mais qualificado possível. Aqui são realizados atendimentos de pré-natal da gestante e do companheiro, assistência social, odontológico e também exames de laboratório e testes rápidos. Em seguida, há o encaminhamento para exames mais complexos, como ultrassonografia, em unidades parceiras”, declara.

“Como são muitas gestantes agendadas, definimos a hora marcada, para evitar complicações e outros entraves da ordem de chegada. Geralmente, as primeiras consultas são mais demoradas, e a coisa vai sendo alinhada ao longo do tempo, com sete a oito gestantes por turno, chegando a cerca de 50 atendimentos semanais”, completa a profissional.

Atuando diretamente no atendimento às gestantes, Tatiana Franco, técnica da Rede Cegonha, destaca o quanto os programas são importantes para garantir a saúde da mãe e do bebê. “Nossa percepção em relação aos programas é que eles têm contribuído positivamente na melhoria dos indicadores relacionados à consulta de pré-natal, e que as gestantes beneficiadas demonstraram satisfação quanto ao serviço que oferecemos”, disse.

Rede Cegonha e Mãe Salvador – A Rede Cegonha é um Programa do Ministério da Saúde, criado em 2011 e estruturado a partir de três componentes: pré-natal; parto e nascimento; puerpério, que é o período após o parto; atenção integral à saúde da criança e o transporte sanitário e regulação.

Dentro do pré-natal existem ações com enfoque na captação precoce das gestantes, além de outras estratégias, de modo que ela consiga realizar o mínimo de consultas de pré-natal preconizado pelo Ministério da Saúde, que são sete atendimentos, além da realização de exames importantes durante a gravidez.

O Mãe Salvador é um programa intersetorial da Prefeitura Municipal que envolve a SMS, no que se refere à toda logística do programa para que a gestante tenha acesso aos benefícios – a partir do cadastro -, mudança de etapa e encaminhamento para o Centro de Referência de Assistência Social (Cras).

Dessa forma, a Semob participa através da Transcard, que configura a geração do Bilhete Único Identificado, que é o cartão de transporte com direito a inserção dos créditos de passagem de ônibus para as gestantes a partir de informações passadas pela SMS. À Sempre cabe a avaliação e o acompanhamento da gestante para o recebimento do benefício natalidade. 

 

Dica

Planos de saúde: uma preocupação para o futuro

Planos de saúde: uma preocupação para o futuro

Ter ou não ter plano de saúde? Esse é um questionamento que pode ser constante na vida dos brasileiros, já que nem sempre os benefícios oferecidos são efetivamente ofertados quando mais se precisa desse tipo de assistência. Para não cair em armadilha e saber diferenciar os tipos de planos, consultamos o advogado especialista em Defesa do Consumidor, Taciano Mattos (@tacianomattos), para dar algumas dicas sobre o serviço. Confira abaixo:

Artigo

Taxas bancárias e o Direito do Consumidor

Taxas bancárias e o Direito do Consumidor

Você certamente possui conta em alguma agência bancária. Certamente, também, já deve ter sido tarifado indevidamente, mesmo pensando que o serviço oferecido era gratuito, a exemplo das taxas cobradas pela poupança. Mas, não era para poupar? Pois bem, nem sempre o que está previsto nos contratos atendem às regras previstas pelo Código de Defesa do Consumidor. O advogado, especialista na área, Cândido Sá, dá suas recomendações sobre o que a lei salvaguarda ou não, quando o assunto é serviço bancário. Confira artigo sobre o assunto, logo abaixo:

Enquete

Você pretende tomar a vacina contra a covid-19?


Ver resultado

Vídeos

Rachel Botsman

Autora do livro "O Que é Meu é Seu - Como o Consumo Colaborativo Vai Mudar o Nosso Mundo", Rachel Botsman diz que estamos conectados para compartilhar. Em 15 minutos, ela tenta te convencer que o consumo colaborativo é o caminho.