Notícia

Secretaria debate solução de conflitos entre consumidor e empresas

Secretaria debate solução de conflitos entre consumidor e empresas

A Secretaria Nacional do Consumidor, ligada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), realizou ontem (26) a terceira audiência pública promovida pela Comissão de Métodos Alternativos de Solução de Litígios. Os encontros virtuais estão sendo realizados para debater soluções para os conflitos envolvendo consumidores e empresas. Segundo a secretária nacional do Consumidor, Juliana Domingues, será feito um diagnóstico dos conflitos de consumo e a avaliação de propostas para reduzir a sobrecarga do Poder Judiciário, ampliando as respostas mais eficientes para as demandas do consumidor. 

“O motivo dessas audiências é mostrar que nossa gestão sempre esteve aberta, nunca deixamos de responder demandas ou atender qualquer pedido de reunião ou de diálogo a todos que têm interesse nos temas de nossa competência”, afirmou a secretária. 

Durante a audiência, Jacqueline Lippi, representante da Confederação Nacional do Comércio (CNC), afirmou que o conflito não é uma situação desejável para as empresas do varejo e do setor de serviços. Segundo Jacqueline, as empresas têm reforçado os investimentos em canais para solucionar as demandas dos consumidores. 

“Ainda existem falhas, mas a construção de soluções é contínua para que possamos manter a credibilidade e conquistar a confiança do consumidor”, disse. 

Para Amaury Oliva, diretor de autorregulação da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), os bancos têm buscado solucionar os conflitos com o consumidor. Oliva também afirmou que há empenho das instituições financeiras em ter altos índices de resolução de problemas por meio da plataforma Consumidor.gov, que permite a interlocução direta entre consumidores e empresas para solução alternativa de conflitos de consumo pela internet. 

“É importante ter em mente que nós contamos no país com diversas instâncias e mecanismos que já existem. É importante que nosso foco se dê para fortalecer as iniciativas e canais que estão disponíveis ao consumidor”, disse. 

A próxima audiência está marcada para 3 de maio, quando será discutida a arbitragem nos conflitos de consumo. 

Informações da Agência Brasil

Dica

ATENÇÃO - Golpe do WhatsApp: o que fazer?

ATENÇÃO - Golpe do WhatsApp: o que fazer?

Entenda como essa armadilha funciona e saiba também como se prevenir.

Artigo

A volta às aulas pós-pandemia

A volta às aulas pós-pandemia

Especialista alerta para os cuidados dos pais no retorno das crianças ao ambiente escolar

Enquete

Você pretende tomar a vacina contra a covid-19?


Ver resultado

Vídeos

Rachel Botsman

Autora do livro "O Que é Meu é Seu - Como o Consumo Colaborativo Vai Mudar o Nosso Mundo", Rachel Botsman diz que estamos conectados para compartilhar. Em 15 minutos, ela tenta te convencer que o consumo colaborativo é o caminho.