Notícia

PRF: 97 pessoas morreram nas estradas durante o feriado prolongado

PRF: 97 pessoas morreram nas estradas durante o feriado prolongado

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que 97 pessoas morreram nas estradas brasileiras durante o feriado prolongado da Independência.https://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.png?id=1387349&o=nodehttps://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.gif?id=1387349&o=node A PRF registrou, de sexta-feira (04) até segunda (07), 933 acidentes nas rodovias, que resultaram em 1.103 feridos e 97 mortos. Ao longo do feriado prolongado, 123.548 pessoas foram abordadas e 133.498 veículos, fiscalizados. Em 2019, o dia da Independência caiu em uma sexta-feira, não havendo operação de feriado prolongado. Não há, portanto, dados comparativos.

As fiscalizações da PRF flagraram 704 condutores sob efeito de álcool e 3.646 pessoas que não usavam cinto de segurança; 1.072 motociclistas sem capacete e 531 crianças sem cadeirinha. Foram flagradas 5.728 ultrapassagens indevidas e 270 condutores usando aparelhos celulares enquanto dirigiam.

 

Drogas

Segundo o balanço, as ações de combate ao crime resultaram na apreensão de mais de 7 toneladas de maconha e mais de 88 mil pacotes de cigarros contrabandeados. Em apenas uma apreensão, a PRF flagrou 1,4 tonelada de maconha na sexta-feira (4), em Ponta Porã, Mato Grosso do Sul. A droga é avaliada em mais de R$ 1,4 milhão.

Na Bahia, em Urandi, a PRF apreendeu 250 mil carteiras de cigarros contrabandeados, que estavam acomodadas em 250 caixas e escondidos em meio a uma carga de polvilho. A carga está avaliada em mais de R$ 1 milhão.

A PRF recuperou ainda 76 veículos furtados ou roubados e retirou de circulação 19 armas de fogo e 667 munições e prendeu, por diversos crimes, 525 pessoas.

Informações da Agência Brasil

 

 

Entrevista

Uma nova forma de consumir

Uma nova forma de consumir

O consumo colaborativo pode mudar o sistema de produção e economia globais? Para a pesquisadora Ana Cirne Paes de Barros, o mais provável é que as práticas hegemônicas continuem a existir, mas novas formas de consumo se espalhem de forma independente, proporcionando maior autonomia aos consumidores. 

Artigo

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

No Natal de 2016 os baianos receberam um belo presente da concessionária Via Bahia, que administra rodovias federais no estado: o aumento do pedágio em 21,6% na BR-116 e 16% na BR-324. Os reajustes foram autorizados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Vídeos

Rachel Botsman

Autora do livro "O Que é Meu é Seu - Como o Consumo Colaborativo Vai Mudar o Nosso Mundo", Rachel Botsman diz que estamos conectados para compartilhar. Em 15 minutos, ela tenta te convencer que o consumo colaborativo é o caminho.



Enquete

Você é a favor da legalização dos jogos de azar?


Ver resultado

Se ligue