Entrevistas

Paralisação de trens do Subúrbio prejudica usuários pelo segundo dia

Paralisação de trens do Subúrbio prejudica usuários pelo segundo dia

As pessoas que precisam dos trens do Subúrbio ainda estão sem poder usar o meio de transporte nesta quinta-feira (6). Segundo o jornal Correio, alguns usuários ainda não sabem da paralisação nas estações da Calçada, Periperi e Paripe, que começou nesta quarta-feira (5). Por dia, 18 mil pessoas usam os trens. Para o chefe de segurança Benedito Ferreira, 50 anos, o modal é essencial para quem mora no Subúrbio. “É um transporte rápido, barato e para população do subúrbio, se faz essencial”, disse. Ele tem carro, mas deixa o veículo no estacionamento da estação quando precisa ir na Calçada. 


“Muitas vezes para no terminal de Paripe vai na calçada de trem, a gasolina tá cara, é normal que a estação de Paripe ficar lotada de carros. O trem significa para mim tranquilidade e economia”, afirmou. Já a dona de casa Maria Silva, 52 anos, usa os trens duas vezes por semana para ir ao trabalho, na Calçada. Ficar sem o serviço é um prejuízo. “Dificulta muito com a nossa vida, muita gente não tem condições de pegar o ônibus, o trem facilita muito porque custa R$ 0,50. O ônibus é quase cinco vezes o valor”, reclamou.

Entrevista

Uma nova forma de consumir

Uma nova forma de consumir

O consumo colaborativo pode mudar o sistema de produção e economia globais? Para a pesquisadora Ana Cirne Paes de Barros, o mais provável é que as práticas hegemônicas continuem a existir, mas novas formas de consumo se espalhem de forma independente, proporcionando maior autonomia aos consumidores. 

Artigo

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

No Natal de 2016 os baianos receberam um belo presente da concessionária Via Bahia, que administra rodovias federais no estado: o aumento do pedágio em 21,6% na BR-116 e 16% na BR-324. Os reajustes foram autorizados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Vídeos

Rachel Botsman

Autora do livro "O Que é Meu é Seu - Como o Consumo Colaborativo Vai Mudar o Nosso Mundo", Rachel Botsman diz que estamos conectados para compartilhar. Em 15 minutos, ela tenta te convencer que o consumo colaborativo é o caminho.



Enquete

Você é a favor da legalização dos jogos de azar?


Ver resultado

Se ligue

Sua conta veio alta? Confira o que pode vampirizar sua energia

Sua conta veio alta? Confira o que pode vampirizar sua energia

Chuveiro na posição "inverno" consome 30% mais. Banhos mais curtos ajudam a economizar até 40%. Geladeira em má condição consome até 70% da conta do mês. Em casa ou no escritório, tire os aparelhos eletrônicos da tomada quando estão fora de uso, principalmente televisão, aparelhos de DVD/Blue-Ray e de som.