Notícia

App Preço da Hora encerra 2021 com 430 mil downloads e pico de 92,8 mil usuários mensais

App Preço da Hora encerra 2021 com 430 mil downloads e pico de 92,8 mil usuários mensais

Com mais de 430 mil downloads efetuados em smartphones e um pico 92,8 mil usuários mensais, o aplicativo Preço da Hora Bahia consolidou-se em 2021 como uma excelente alternativa para economizar tempo e dinheiro na hora das compras. Disponível na Apple Store, no Google Play Store e também por meio do site www.precodahora.ba.gov.br, o app permite pesquisar preços de mais de 500 mil produtos comercializados em todo o estado, com base nas informações das notas fiscais eletrônicas armazenadas na Secretaria da Fazenda (Sefaz-Ba).

Além de permitir a pesquisa em um raio de até 30 quilômetros de onde se localiza o usuário, em qualquer município do estado, o Preço da Hora Bahia traz uma série de outras funcionalidades. O aplicativo possui canais específicos para pesquisas em farmácias e postos de gasolina, a possibilidade de denunciar contribuintes que se recusam a emitir a nota fiscal, entre outras irregularidades, e ainda a disponibilização do histórico de preços dos produtos.

O auditor fiscal da Gerência de Sistemas da Sefaz-Ba, Felipe Abreu, reforça que, em um cenário nacional de volta da inflação, o aplicativo se torna uma ferramenta muito eficiente. “Sem precisar se deslocar antes de fazer suas escolhas, o usuário pode encontrar os melhores preços dos produtos que deseja e verificar os estabelecimentos mais próximos de sua residência. Desta forma, economiza tempo e dinheiro, e ainda pode organizar a pesquisa sobre itens favoritos e compartilhar preços interessantes com os amigos”, ressalta.

Evolução constante

Outro atrativo é a constante evolução do app que, neste início de ano, já começa a disponibilizar uma nova versão com funcionalidades inéditas para melhorar ainda mais a experiência do usuário. Em 2021, ao implantar a versão 1.2.122, o Preço da Hora Bahia tornou possível criar grupos com os estabelecimentos comerciais favoritos do usuário, permitindo assim a pesquisa de preços de produtos em locais já frequentados ou próximos de casa ou do trabalho, como mercados, postos de gasolina, farmácias, entre outros. Também tornou-se possível ao usuário utilizar as suas listas de compras para serem processadas sempre nos estabelecimentos favoritos.

Outra funcionalidade implantada em 2021 foi a de compartilhamento de preços com amigos e familiares. Após realizar a pesquisa de qualquer produto e selecionar um dos estabelecimentos, logo ao lado do valor da mercadoria está o ícone que, ao ser clicado, permite que o usuário possa compartilhar uma boa dica de preço em suas redes sociais como Whatsapp, Twitter, Facebook e também por mensagem de texto.

 

Dica

ATENÇÃO - Golpe do WhatsApp: o que fazer?

ATENÇÃO - Golpe do WhatsApp: o que fazer?

Entenda como essa armadilha funciona e saiba também como se prevenir.

Artigo

A volta às aulas pós-pandemia

A volta às aulas pós-pandemia

Especialista alerta para os cuidados dos pais no retorno das crianças ao ambiente escolar

Enquete

Você pretende tomar a vacina contra a covid-19?


Ver resultado

Vídeos

Rachel Botsman

Autora do livro "O Que é Meu é Seu - Como o Consumo Colaborativo Vai Mudar o Nosso Mundo", Rachel Botsman diz que estamos conectados para compartilhar. Em 15 minutos, ela tenta te convencer que o consumo colaborativo é o caminho.