Notícia

Volume de serviços cresce 2,9 por cento de julho para agosto

Volume de serviços cresce 2,9 por cento de julho para agosto

O volume do setor de serviços no Brasil teve alta de 2,9por cento em agosto deste ano, na comparação com o mês anterior. Essa é a terceira alta consecutiva do indicador, que acumula ganhos de 11,2por cento no período. Os dados foram divulgados hoje (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em sua Pesquisa Mensal de Serviços (PMS).

As altas vieram depois de quatro taxas negativas, ocorridas entre fevereiro e maio deste ano, principalmente por conta da pandemia de covid-19. Naquele período, houve uma perda acumulada de 19,8por cento.

Apesar dos ganhos em relação a julho, em agosto foram registradas perdas de 10 por cento na comparação com agosto do ano passado, de 9 por cento no acumulado do ano e de 5,3 por cento no acumulado de 12 meses.

Na passagem de julho para agosto, houve altas em quatro das cinco atividades pesquisadas, com destaque para serviços prestados às famílias (33,3 por cento). Também foram observadas taxas de crescimento nos transportes, serviços auxiliares de transportes e correio (3,9 por cento), serviços profissionais, administrativos e complementares (1por cento) e outros serviços (0,8 por cento).

Por outro lado, houve queda de 1,4 por cento nos serviços de informação e comunicação.

A receita nominal teve alta de 3,5 por cento na passagem de julho para agosto deste ano, mas registrou quedas de 10,4por cento na comparação com agosto do ano passado, de 8,2por cento no acumulado do ano e de 3,7por cento no acumulado de 12 meses.

Entrevista

Uma nova forma de consumir

Uma nova forma de consumir

O consumo colaborativo pode mudar o sistema de produção e economia globais? Para a pesquisadora Ana Cirne Paes de Barros, o mais provável é que as práticas hegemônicas continuem a existir, mas novas formas de consumo se espalhem de forma independente, proporcionando maior autonomia aos consumidores. 

Artigo

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

No Natal de 2016 os baianos receberam um belo presente da concessionária Via Bahia, que administra rodovias federais no estado: o aumento do pedágio em 21,6% na BR-116 e 16% na BR-324. Os reajustes foram autorizados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Vídeos

Rachel Botsman

Autora do livro "O Que é Meu é Seu - Como o Consumo Colaborativo Vai Mudar o Nosso Mundo", Rachel Botsman diz que estamos conectados para compartilhar. Em 15 minutos, ela tenta te convencer que o consumo colaborativo é o caminho.



Enquete

Você é a favor da legalização dos jogos de azar?


Ver resultado

Se ligue