Notícia

Município adota medidas parciais nos bairros com restrição

Município adota medidas parciais nos bairros com restrição

A Prefeitura anunciou a adoção de medidas parciais de restrição nos bairros onde o número de casos de Covid-19 permanece alto e que, portanto, passam por ações de proteção à vida. Com isso, os bairros de Plataforma, Águas claras, Castelo Branco, São Cristóvão, Pernambués, Santa Cruz e Nordeste de Amaralina terão as medidas restritivas prorrogadas por mais uma semana, mas os estabelecimentos comerciais não serão fechados e podem funcionar em todos esses locais com um horário limitado, que vai das 10h às 16h.

“A Prefeitura está evoluindo para adotar as medidas parciais como padrão a partir de hoje, o que significa dizer que todos os bairros que estão sob medidas protetivas passarão a funcionar com o mesmo regramento que estão funcionando hoje o Nordeste de Amaralina, Pernambués e São Cristóvão. Portanto, a partir desse momento, nenhum bairro de Salvador ficará com a obrigação do fechamento completo das atividades econômicas”.

O prefeito lembrou que a depender de algumas circunstâncias o município poderá estabelecer exceções e determinar novamente o fechamento dos bairros. “Essa é a regra, mas toda a regra comporta a sua exceção e pode haver exceções. Nesse momento não começaremos com nenhuma, mas, a depender das circunstâncias e do número de novos casos, poderemos estabelecer o fechamento completo nos bairros”, informou.

A prorrogação das medidas restritivas e de proteção à vida foi feita porque o número de casos de coronavírus continua alto nesses bairros, apesar de alguns terem apresentado uma leve queda. Em Águas Claras, por exemplo, o percentual de casos é de 32,9%. “Esses bairros ainda não podem sair das medidas protetivas, mas no momento em que eles puderem deixar, vão sair e voltarão ao funcionamento normal, seguindo os protocolos gerais da cidade”, disse o prefeito.

Com isso, todos os cuidados do município com a região, a exemplo da realização de testes rápidos, higienização das ruas, a distribuição de máscaras e medição de temperatura também terão continuidade.

 

Entrevista

Uma nova forma de consumir

Uma nova forma de consumir

O consumo colaborativo pode mudar o sistema de produção e economia globais? Para a pesquisadora Ana Cirne Paes de Barros, o mais provável é que as práticas hegemônicas continuem a existir, mas novas formas de consumo se espalhem de forma independente, proporcionando maior autonomia aos consumidores. 

Artigo

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

No Natal de 2016 os baianos receberam um belo presente da concessionária Via Bahia, que administra rodovias federais no estado: o aumento do pedágio em 21,6% na BR-116 e 16% na BR-324. Os reajustes foram autorizados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Vídeos

Rachel Botsman

Autora do livro "O Que é Meu é Seu - Como o Consumo Colaborativo Vai Mudar o Nosso Mundo", Rachel Botsman diz que estamos conectados para compartilhar. Em 15 minutos, ela tenta te convencer que o consumo colaborativo é o caminho.



Enquete

Você é a favor da legalização dos jogos de azar?


Ver resultado

Se ligue