Notícia

Embasa descobre ligação irregular em 18 estabelecimentos comerciais em Itinga

Embasa descobre ligação irregular em 18 estabelecimentos comerciais em Itinga

Em operação realizada para identificar fraudes na rede de abastecimento, técnicos da Embasa localizaram ligações clandestinas de água no bairro de Itinga, na cidade de Lauro de Freitas, abastecendo 18 estabelecimentos comerciais. O valor total do débito corrigido das ligações inativas é de aproximadamente R$ 292 mil, que será pago pelas empresas fraudadoras.  A operação contou com apoio das polícias militar, civil e técnica.

Inicialmente, o alvo da operação seriam dois estabelecimentos comerciais que estavam com ligação cortada devido à falta de pagamento. Um prédio onde funciona um restaurante, com 70 faturas em atraso, no valor total em torno de R$ 19 mil, localizado na Rua Leonice J Silva; e um supermercado, com sete faturas atraso, com débito no valor aproximado de R$ 6 mil, na Avenida Fortaleza.

Após escavação para identificação de fraude, técnicos localizaram mais dois estabelecimentos comerciais com “gato” próximo ao supermercado e, na rua Leonice J. Silva foi identificada outra tubulação clandestina abastecendo irregularmente outros 14 comércios. Nesses locais, funcionam lojas de variedades, de material de construção, vidraçaria, bar e supermercado. Todos os ramais foram suprimidos e as ligações foram deixadas sem abastecimento.

Para regularizar a situação, além de quitar os débitos, os responsáveis pelo estabelecimento terão que ressarcir à Embasa o valor correspondente ao desvio de água realizado nos últimos doze meses, que ainda será calculado.

Qualquer intervenção no hidrômetro e na rede da Embasa com o intuito de furtar água é crime e o infrator está sujeito ao cumprimento das penalidades previstas na legislação vigente. O usuário que estiver nessa situação deve procurar um ponto de atendimento da empresa e regularizar sua ligação, evitando problemas com a polícia e multas. A população pode denunciar sigilosamente as situações de fraude pelo 0800 0555 195.

 

Entrevista

Uma nova forma de consumir

Uma nova forma de consumir

O consumo colaborativo pode mudar o sistema de produção e economia globais? Para a pesquisadora Ana Cirne Paes de Barros, o mais provável é que as práticas hegemônicas continuem a existir, mas novas formas de consumo se espalhem de forma independente, proporcionando maior autonomia aos consumidores. 

Artigo

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

No Natal de 2016 os baianos receberam um belo presente da concessionária Via Bahia, que administra rodovias federais no estado: o aumento do pedágio em 21,6% na BR-116 e 16% na BR-324. Os reajustes foram autorizados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Vídeos

Rachel Botsman

Autora do livro "O Que é Meu é Seu - Como o Consumo Colaborativo Vai Mudar o Nosso Mundo", Rachel Botsman diz que estamos conectados para compartilhar. Em 15 minutos, ela tenta te convencer que o consumo colaborativo é o caminho.



Enquete

Você é a favor da legalização dos jogos de azar?


Ver resultado

Se ligue

Sua conta veio alta? Confira o que pode vampirizar sua energia

Sua conta veio alta? Confira o que pode vampirizar sua energia

Chuveiro na posição "inverno" consome 30% mais. Banhos mais curtos ajudam a economizar até 40%. Geladeira em má condição consome até 70% da conta do mês. Em casa ou no escritório, tire os aparelhos eletrônicos da tomada quando estão fora de uso, principalmente televisão, aparelhos de DVD/Blue-Ray e de som.