Notícia

Serpro fecha contrato com Uber para mais segurança aos usuários

Serpro fecha contrato com Uber para mais segurança aos usuários

Empresa de tecnologia da informação do governo federal, o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) fechou contrato com o Uber, para dar mais segurança aos usuários desse aplicativo de transporte. O gerente do Departamento de Negócio para Mercado Privado do Serpro, Tiago Fetter, informou que, pelo contrato, a empresa vai prestar dois serviços para o Uber.

Um deles é o serviço de consulta ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). “A gente opera esses serviços para atender ao mercado privado em nome do Denatran. Nesse serviço, chamado Denatran Consulta ‘Online’, o Uber consegue fazer consultas sobre condutores e sobre os veículos que os motoristas e candidatos a motoristas cadastram na plataforma”, explicou Fetter. A confirmação se baseia nas informações da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), com a autorização do Denatran. Com isso, os dados são verificados com maior rapidez e eficiência e as informações sobre eventuais sinistros e roubos poderão ser identificadas de modo mais rápido.

Datavalid

O segundo serviço chamado Datavalid visa a validação de dados cadastrais e de dados biométricos. O serviço Datavalid vai ser usado em duas ocasiões na jornada do motorista no Uber, manifestou o gerente do Serpro. “Uma no cadastro na plataforma, quando ele se candidata a dirigir e vai tirar uma ‘selfie’, vai enviar para o Uber que, por sua vez, vai fazer o batimento, por meio do serviço do Serpro, com a foto do condutor cadastrada nas bases de dados do Denatran”. Em um segundo momento, o serviço é utilizado quando o motorista fica ‘online’ na plataforma. Ele vai tirar também uma ‘selfie’ para comprovar sua identidade, ou seja, que quem está conduzindo o veículo é quem está cadastrado na plataforma. “O Datavalid recebe a ‘selfie’ enviada pelo aplicativo do Uber e faz uma validação biométrica com a foto original daquele motorista”.

O mecanismo servirá para coibir fraudes. “Se o João se cadastra como motorista mas o Luiz tenta dirigir no lugar do João, a gente consegue detectar essa tentativa de fraude, porque ele vai ter que fazer uma ‘selfie’ em algum momento, de forma aleatória, e aí nós compararemos essa foto com a foto cadastrada na plataforma”. Tiago Fetter confirmou que os serviços prestados pelo Serpro dão mais segurança aos usuários do Uber. ”É mais segurança, tanto para a empresa que adota esse serviço do Serpro, como preserva também os bons motoristas, e é bom para a sociedade, que tem uma garantia de segurança no uso desses serviços de transporte privado que estão surgindo”.

O diretor de Comunicação da empresa Uber no Brasil, Fabio Sabba, destacou que segurança é prioridade para o Uber. O trabalho de aprimoramento nesse tema tem de ser contínuo. “Estamos comprometidos em sempre construir uma plataforma melhor, para proporcionar viagens cada vez com mais recursos de segurança e com mais confiabilidade". Sabba acredita que por meio da tecnologia, a empresa conseguirá oferecer recursos de segurança cada vez mais robustos de forma escalável. “A integração com um parceiro com a ‘expertise’ do Serpro e as informações do Denatran permitirá que os nossos critérios de qualidade e segurança sejam aplicados cada vez com maior eficiência e rapidez".

Mercado privado

A empresa de transporte 99 é cliente do Serpro, bem como outras companhias de menor envergadura do ramo de mobilidade de transporte. Tiago Fetter destacou que esse serviço oferecido pelo Serpro é usado também por bancos digitais para validar identidade. “O Serpro já tem uma centena de clientes desse produto”. Com 54 anos de existência, a estatal tradicionalmente presta serviços para o governo federal e há cerca de dois anos, começou a atender também o mercado privado, “mas sempre operando em nome do governo federal”.

São alvos do Serpro os ramos de mobilidade, mercado financeiro e varejo. “São nichos em que a gente está atuando de maneira muito forte”. O Serpro presta informações cadastrais e faz validação das informações.

O contrato com o Uber, em nível nacional, foi fechado durante a décima segunda edição da feira internacional LAAD Defence & Security, realizada entre os dias 2 e 5 deste mês, no Rio de Janeiro. O contrato foi firmado por prazo indeterminado.
 

Informações da Agência Brasil

Entrevista

Uma nova forma de consumir

Uma nova forma de consumir

O consumo colaborativo pode mudar o sistema de produção e economia globais? Para a pesquisadora Ana Cirne Paes de Barros, o mais provável é que as práticas hegemônicas continuem a existir, mas novas formas de consumo se espalhem de forma independente, proporcionando maior autonomia aos consumidores. 

Artigo

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

No Natal de 2016 os baianos receberam um belo presente da concessionária Via Bahia, que administra rodovias federais no estado: o aumento do pedágio em 21,6% na BR-116 e 16% na BR-324. Os reajustes foram autorizados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Vídeos

Rachel Botsman

Autora do livro "O Que é Meu é Seu - Como o Consumo Colaborativo Vai Mudar o Nosso Mundo", Rachel Botsman diz que estamos conectados para compartilhar. Em 15 minutos, ela tenta te convencer que o consumo colaborativo é o caminho.



Enquete

Você é a favor da legalização dos jogos de azar?


Ver resultado

Se ligue

Sua conta veio alta? Confira o que pode vampirizar sua energia

Sua conta veio alta? Confira o que pode vampirizar sua energia

Chuveiro na posição "inverno" consome 30% mais. Banhos mais curtos ajudam a economizar até 40%. Geladeira em má condição consome até 70% da conta do mês. Em casa ou no escritório, tire os aparelhos eletrônicos da tomada quando estão fora de uso, principalmente televisão, aparelhos de DVD/Blue-Ray e de som.