Notícia

Aeroportos da Infraero devem receber 21,9 milhões de passageiros na temporada

Aeroportos da Infraero devem receber 21,9 milhões de passageiros na temporada

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informou que os terminais administrados por ela estão preparados para a alta temporada dos aeroportos brasileiros. A previsão é de que 21,9 milhões de pessoas vão passar pelos 59 terminais da empresa entre os dias 15 de dezembro deste ano e 19 de fevereiro de 2018, entre embarques e desembarques. A previsão considera a oferta de assentos oferecidos pelas companhias aéreas para o período.

A estimativa orientou um plano de ação que vai garantir a fluidez, o conforto e a segurança de quem vai viajar de avião. O número é 4,67% superior ao movimento do mesmo período do ano passado. Entre os dias 15 de dezembro de 2016 e 19 de fevereiro de 2017, 20,9 milhões de passageiros usaram os terminais.

Segundo a Infraero, as ações para garantir fluidez, conforto e segurança dos passageiros começaram em novembro, com atividades de manutenção preventiva de equipamentos, como esteiras de embarque e desembarque de bagagens, sinalização de pista, pontes de embarque, escadas rolantes, raios-x e detectores de metal. O monitoramento dos aeroportos também foi reforçado durante o período, com supervisores capacitados para atuar na correção de qualquer situação que possa prejudicar as operações e que vão acompanhar todas as etapas de embarque e desembarque. Equipes de limpeza e manutenção também vão atuar com frequência maior, especialmente nos horários de maior movimento.

As operações nos aeroportos de Congonhas, Santos Dumont, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza e Manaus serão coordenadas pelos centros de Gerenciamento Aeroportuário (CGA) localizados nesses terminais. Os CGAs são compostos por representantes da Infraero, Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Polícia Federal, Receita Federal, Vigilância Sanitária, Vigilância Agropecuária e empresas aéreas. Os demais aeroportos são coordenados pelo Núcleo de Acompanhamento e Gestão Operacional, que fica em Brasília.

Informações da Agência Brasil

 

Entrevista

Uma nova forma de consumir

Uma nova forma de consumir

O consumo colaborativo pode mudar o sistema de produção e economia globais? Para a pesquisadora Ana Cirne Paes de Barros, o mais provável é que as práticas hegemônicas continuem a existir, mas novas formas de consumo se espalhem de forma independente, proporcionando maior autonomia aos consumidores. 

Artigo

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

No Natal de 2016 os baianos receberam um belo presente da concessionária Via Bahia, que administra rodovias federais no estado: o aumento do pedágio em 21,6% na BR-116 e 16% na BR-324. Os reajustes foram autorizados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Vídeos

Rachel Botsman

Autora do livro "O Que é Meu é Seu - Como o Consumo Colaborativo Vai Mudar o Nosso Mundo", Rachel Botsman diz que estamos conectados para compartilhar. Em 15 minutos, ela tenta te convencer que o consumo colaborativo é o caminho.



Enquete

Você é a favor da legalização dos jogos de azar?


Ver resultado

Se ligue

Sua conta veio alta? Confira o que pode vampirizar sua energia

Sua conta veio alta? Confira o que pode vampirizar sua energia

Chuveiro na posição "inverno" consome 30% mais. Banhos mais curtos ajudam a economizar até 40%. Geladeira em má condição consome até 70% da conta do mês. Em casa ou no escritório, tire os aparelhos eletrônicos da tomada quando estão fora de uso, principalmente televisão, aparelhos de DVD/Blue-Ray e de som.