Artigos

Sanatório. Procon-BA inicia Campanha para Tratamento de Superendividamento.

Por Arthur Andrade(*)


A doença é velha e recorrente. E como toda doença, pesada para o doente e ótima para os que vivem do doente.
Na vida natural, quando há morte, os urubus fazem o papel necessário. Limpam, curam o pedaço. Na vida do consumo, quando há morte, os urubus fazem o contrário: ressuscitam o defunto.


Afinal, no mundo do consumo, morte tem que gerar renda e não dívidas. Se o quadro é de coma, reanima o paciente aê! Pô!

O tratamento sugerido pelo Procon-Bahia (para a epidemia do superendividamento) está previsto para começar em dezembro, antes da febre de compras. Antes do ataque da insana multidão, 39 graus no couro, nos corredores de shoppings e ruas de menor preço. Help, please!

A receita do Procon - órgão oficial de defesa do consumidor - é intermediar negociações entre clientes duros e credores ávidos.

É o processo padrão. É o modelo. É o famoso e inabalável sistema se revirando para continuar devorando corpo e alma do caro telespectador.
Como num SUS fictício, será priorizado atendimento a pessoas com mais de dois credores, os que andam mal das pernas.
Será igualmente priorizado aqueles com 30% da renda comprometida.
O cara ganha R$ 500 e deve R$ 300 - 30% é isso, incluindo colesterol, triglicérides, gordura saturada e juros. Se o coitado oneômano (doente por consumo) deve 70% da renda está fora. Está?

Os consumidores devem preencher questionários especificando valores devidos (três páginas, espaço 2), credores (duas páginas, espaço 1,5) e quanto poderá pagar (traço).

A ação foi construida pela bem intencionada Federação Brasileira de Bancos, Febrabran; pelo honorável Sindilojas e pela simpática Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL). Ah, com apoio da Ordem dos Advogados do Brasil/Bahia, porque ...você sabe...nesse tipo de ação não custa educar a pessoa... precaução e caldo de galinha...

No dia da triagem, os interessados devem comparecer ao Procon Central – Av Carlos Gomes,746, Centro -, com RG, CPF, comprovante de residência e documentos relacionados às dívidas como receita médica, Raio X..ops...carnê, cartas de cobrança e faturas.

É mega importante lembrar que o consumidor deve procurar o atendimento específico da Campanha para Tratamento do Superendividamento. Não confundir com a fila ao lado de queixas da Coelba e da Tim. Não precisa de jejum.



Arthur Andrade é co-editor de OConsumidor

Entrevista

Uma nova forma de consumir

Uma nova forma de consumir

O consumo colaborativo pode mudar o sistema de produção e economia globais? Para a pesquisadora Ana Cirne Paes de Barros, o mais provável é que as práticas hegemônicas continuem a existir, mas novas formas de consumo se espalhem de forma independente, proporcionando maior autonomia aos consumidores. 

Artigo

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

No Natal de 2016 os baianos receberam um belo presente da concessionária Via Bahia, que administra rodovias federais no estado: o aumento do pedágio em 21,6% na BR-116 e 16% na BR-324. Os reajustes foram autorizados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Vídeos

Rachel Botsman

Autora do livro "O Que é Meu é Seu - Como o Consumo Colaborativo Vai Mudar o Nosso Mundo", Rachel Botsman diz que estamos conectados para compartilhar. Em 15 minutos, ela tenta te convencer que o consumo colaborativo é o caminho.



Enquete

Você é a favor da legalização dos jogos de azar?


Ver resultado

Se ligue

Sua conta veio alta? Confira o que pode vampirizar sua energia

Sua conta veio alta? Confira o que pode vampirizar sua energia

Chuveiro na posição "inverno" consome 30% mais. Banhos mais curtos ajudam a economizar até 40%. Geladeira em má condição consome até 70% da conta do mês. Em casa ou no escritório, tire os aparelhos eletrônicos da tomada quando estão fora de uso, principalmente televisão, aparelhos de DVD/Blue-Ray e de som.